Jacques Maritain na tradição do senso comum

O presente ensaio, inserido na coleção “A filosofia cristã na Idade Moderna e Contemporânea” (La filosofia cristiana nell’età moderna e contemporanea) dirigida por Antonio Livi, não é tanto um estudo sobre o pensamento de Jacques Maritain, mas mais do que isso, exposta com amplitude de equilíbrio teorético e historiográfico, a verificação da incidência e da força com que se coloca no seu pensamento a noção de senso comum: filosofia implícita, dom natural e síntese do espírito de todo homem.

Primeiro o Autor mostra o conteúdo do senso comum na obra do filósofo francês, depois sua função gnosiológica e metafísica. O tratamento é precedido de um excurso histórico-teorético sobre a mencionada noção e é seguido de dois apêndices nos quais se enfrentam a questão da relação senso comum-fé na revelação cristã na reflexão do filósofo francês e o delicado e controverso tema do conhecimento do ser.

Leonardo Rodrigues Lopes

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo di WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione /  Modifica )

Google photo

Stai commentando usando il tuo account Google. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione /  Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione /  Modifica )

Connessione a %s...